Como você investe diretamente nos ativos, cada ativo dentro da carteira é tributado individualmente, de acordo com suas próprias regras e alíquotas.

Tesouro Direto

Os títulos públicos contam com retenção do Imposto de Renda na fonte e a alíquota é decrescente. Quanto mais tempo você mantiver o investimento, menor é a alíquota de tributação, que vai de 22,5% a 15% e incide apenas sobre os ganhos. O investimento atinge a alíquota mais baixa ao completar 720 dias (2 anos), da seguinte forma:

  • 22,5% em aplicações que permanecem por até 180 dias
  • 20,0% em aplicações que permanecem de 181 dias a 360 dias
  • 17,5% em aplicações que permanecem de 361 dias a 720 dias
  • 15,0% em aplicações que permanecem por 721 dias ou mais

ETFs

Já nos ETFs de ações, a tributação é de 15% sobre o ganho, independentemente do tempo de permanência. A cobrança é feita somente no mês seguintes a cada venda, mediante pagamento de DARF.

Como as posições na carteira giram pouco, o pagamento de DARF acontece muito eventualmente, pouquíssimas vezes no ano. Quando isso acontecer, nós avisaremos e te ajudaremos com o DARF. Estamos preparando um sistema para gerar o DARF automaticamente e enviar por e-mail, mas por enquanto você será auxiliado por alguém incrivelmente simpático, da nossa equipe. =)

Declaração de Ajuste Anual - IRPF

Quando chega a declaração anual, nós te enviaremos o Informe de Rendimentos. Para ajudar na declaração, nós produzimos dois tutoriais sobre como declarar os ativos no IRPF. Eles estão disponíveis aqui: Como declaro meus investimentos com a Vérios no Imposto de Renda (IR)?

Se você preferir, explicamos tudinho no vídeo abaixo:

E caso você tenha dúvidas sobre os impostos nos demais investimentos, o vídeo abaixo pode ajudar:

Encontrou sua resposta?